Eu quero pagar mais imposto!

0
329

A maioria dos gráficos ou microempresários de nosso país, ou não são registrados, ou trabalham como MEI ou são obrigados a sonegarem impostos. Isso sempre me incomodou muito. Trabalhamos duro para ter algum sustento e a única forma de conseguirmos sobreviver é virando ladrões? Segue abaixo um pouco do que observo sobre o assunto seguindo as óticas de microempresário gráfico, administrador e contador.

Como é o sistema?

Nosso sistema tributário é no mínimo burro. Primeiro que temos um batalhão de fiscais que ao invés de fiscalizar aqueles que não se registram, vai correr atrás dos que se registram e ficam procurando brecha para tirar mais dos que já pagam alguma coisa do que ir atrás de quem sonega simplesmente tudo.

Eu mesmo topei com essa realidade anos atrás. Na região de Campo Grade, bairro do subúrbio do Rio de Janeiro, eu era um dos poucos gráficos que trabalhava todo direitinho. Minha grande dificuldade era tirar nota fiscal pois a grande maioria dos clientes simplesmente não queria ela para não chamar a atenção de fiscalização.

  • Conheça o nossos Cursos Online e aprenda a criar seus próprios projetos gráficos. Domine o Photoshop, Illustrator e InDesign como um designer gráfico profissional.

Meus concorrentes em peso trabalhavam sem registro algum, me forçando a trabalhar com preços surreais que dificultavam o meu sustento.

Certo dia bateu fiscal e começou a perturbar. Entreguei uma lista de concorrentes que não tinham registro e ele simplesmente disse que o trabalho dele era fiscalizar os que eram registrados.

Eu simplesmente fechei a sala que trabalhava e abri outra do outro lado do mesmo prédio sem registro algum. Ou seja, me livrei do fiscal chato e ainda economizei um pouco nos impostos burros.

Hoje, mesmo com MEI, existe a conta burra. Uma empresa grande lucra cerca de 10 a 30% ao ano. Uma empresa pequena lucra no máximo 40% do que fatura ao mês. Ele pode faturar no máximo R$ 6750 mensais. Digamos que ele trabalhe na própria casa e consiga a proeza de tirar esses 40%… isso dá R$ 2700 mensais. É mais ou menos o dobro do salário mínimo para o MEI mais eficiente do País. É muito pouco… quase irreal.

Com o ME vemos a figura do contador aparecer e mamar de 0,5 a 2 salarios mínimos mensais só para arrumar jeitos de burlar os impostos.

Será que no nosso país estamos todos fadados a sermos ladrões por termos leis feitas para beneficiar eles?

Quanto eu gostaria de pagar?

Hoje trabalho eu, minha esposa e meu filho maior num negócio próprio. Trabalhamos com o MEI deles e o meu ainda não foi feito.

Só registramos o que está dentro do MEI e pagamos cerca de R$ 100 por mês de imposto. Até bem pouco tempo eu faturava com vendas no mercado livre uns R$ 13 mil mensais e sobrava uns R$ 6 mil para nosso sustento.

Como se pode ver não poderia estar dentro do MEI pois os R$ 13 mil estão bem acima da meta estabelecida.

Mas como nada era registrado nunca tive problema com órgão nenhum. É a tal da falta de fiscalização que é voltada para quem faz a coisa correta.

Eu gostaria de pagar algo como 1 a 2% do meu faturamento e ter tudo registrado sem problema… isso daria de R$ 130 a R$ 260 de impostos pagos por um zé ninguém que não paga nada de imposto. O jeitinho do governo foi criar o MEI para pagar R$ 50 e deixar o MEI tão ladrão quanto os que não pagam nada.

Por que isso? Por que não me deixam pagar um imposto justo e deixar o país crescer?

A situação de quem paga certinho!

Vi esses dias um vídeo de um grande empresário mostrando o número de funcionários que trabalham para a empresa e o número de funcionários que trabalham para pagar os impostos para o estado. Metade da força de trabalho dele era para sustentar os impostos, que comiam mais do que ele pagava com os funcionários. Um negócio de altíssimo risco. Um aumento de 0,1% nos impostos pode ser capaz de quebrar o império construído. Uma situação que tira do país um grande número de empresas.

Do lado pequeno, o MEI que começa a vender e faz tudo certinho, ao aumentar o faturamento para ME se vê em sérias dificuldades e acaba quebrando.

Muito da quebra das pequenas empresas no nosso país vem desse fato. A maioria do povo é honesta e quer pagar os impostos. A maioria fecha o seu negócio ou por não aceitar sonegar ou por ação de fiscais malandros que se aproveitam da falha em nossas leis.

Quanto seria justo?

Ninguém em nosso país vive com um salário mínimo. É um valor irreal usado apenas para a previdência fazer de conta que paga benefícios para a população. Todo emprego tem um piso superior ao do salário mínimo e uma lata carga tributária atrelada a ele.

Veja só… só o valor da passagem de ônibus custa metade de um salário mínimo por mês e isso é pago na maioria das vezes pelo empresário. A alimentação come o restante… ou seja, o empresário paga o piso para seu funcionário pagar aluguel e o jantar, e outro piso para pagar ônibus, impostos e almoço de seus funcionários.

Você acha isso justo?

Um imposto de 1 a 2% sobre o faturamento, que tivesse um piso bem superior, na faixa de R$ 20 mil a R$ 30 mil, possibilitaria praticar preços com margens menores, diminuindo os custos para a população e facilitando a criação de empregos. O estado ganharia bem mais. Diminuiria o desemprego. Seria mais fácil pagar os impostos. E os produtos seriam mais fáceis de comprar.

Os países que funcionam fazem coisas desse tipo. O fiscal vai pra rua, bate o endereço num aplicativo de celular e vê o faturamento da empresa declarado por ela, compara com o porte da mesma e passa para a empresa seguinte. Se encontra uma não compatível cai encima e enche o saco da que realmente sonega. Não precisa perder tempo com quem anda correto. O empresário correto não precisa ter medo de fiscal… ele tem que ser um amigo e não um vilão.

Hoje, os fiscais são vilões, que correm atrás de detalhes em quem deseja andar correto. Talvez nem tenham mecanismos para correr atrás de quem anda errado.

Governo novo! Será que vão conseguir isso?

Estamos com um governo novo tanto a nível Nacional quanto a nível estadual. Há muita vontade de mudar as coisas por parte dos novos governantes, mas ainda temos uma grande parte de ladrões que conseguiram se reeleger.

A parte que cabia a colocar as pessoas certas no poder já foi feita. O Nordeste ainda não se livrou desse estigma, mas em breve pode conseguir fazê-lo.

Cabe agora a nossa pressão junto aos governantes para que isso seja feito. O Brasil precisa parar de fazer preço com altas margens de lucro e altos juros, encarecendo tudo e precisa trabalhar com margens justas e impostos justos.

Pagar imposto corretamente tem que virar padrão e não exceção.

E só mudando tudo é que se consegue isso. Com as regras vigentes no país continuaremos sendo um país de faz de conta… eu faço de conta que pago meus impostos e sobrevivo com esse teto ridículo e você faz de conta que acredita.

O faz de conta tem que acabar. E tem que começar de baixo. Não é o exemplo do governante simplesmente… é a pressão do pequeno MEI em subir os tetos mesmo que pague um pouco mais ou em faixas… juntar a facilidade de pagamento que encontramos nos MEI com a realidade dos pequenos negócios familiares na sua maioria.

Colocar dinheiro de verdade no governo para fazer hospitais e escolas de verdade e não fantasias para serem apenas inauguradas.

Muitos se juntaram a luta contra a corrupção… a luta agora é para os impostos e bom uso deles. Mudanças nas leis. Orientação financeira para a população.

Eu não me importaria de subsidiar por alguns anos a previdência num período de transição para uma nova forma de faze-la funcionar. Fazer uma previdência que realmente renda juros para as novas gerações, sem cálculos malucos em que ninguém nunca se aposente… ou que seja calculada para depois da morte dos idosos que trabalham até morrer.

A sua parte!

Não tenho a intenção de viralizar esse texto. Ele foi feito para os leitores de meu blog. Mas gostaria muito que todos que chegaram até aqui que escrevam algo do gênero e transmitam nas redes sociais.

Não importa se você apoia esse novo governo ou se apoia o PT e demais partidos de esquerda. Eu espero que você apoie o Brasil. Vamos mudar essa praga que é a forma de calcular nossos impostos. Vamos acabar com essas leis que impedem os cidadãos de bem de pagarem seus impostos. Vamos mudar de verdade esse país. Vamos diminuir o valor dos impostos em cascata que vem junto de nossa energia elétrica, nossa gasolina e diesel. Vamos abaixar o preço dos produtos e aumentar os impostos ao mesmo tempo e os salários mesmos fixados valerão mais.

Não lute para aumentar o seu salário. Lute por algo real e possível, a simplificação de nossos impostos… mais impostos e preços menores… isso é possível sim e é praticado pelos países de primeiro mundo.

Essa é a sua parte! Usar as redes sociais para mudar essa praga de nosso país.

Posso contar com vocês?

Um grande abraço a todos!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here