Fabricação do Papel – Um elemento indispensável

3
17238

O papel é uma matéria prima que faz parte do nosso cotidiano há muitos e muito anos. Sua importância é absurdamente incontestável na vida de muita gente, seja do ramo gráfico ou não. Eu não conseguiria imaginar um mundo sem papel. E você? Existem diversos tamanhos, cores, formatos, todo mundo usa papel, mas será que sabemos tudo sobre ele?

Papiro
Papiro

Um salto da história

Desde os tempos mais remotos e com a finalidade de representar objetos inanimados ou em movimento, o homem vem desenhando nas superfícies dos mais diferentes materiais. Nesta atividade, tão intimamente ligada ao raciocínio, utilizou, inicialmente, as superfícies daqueles materiais que a natureza oferecia praticamente prontos para seu uso, tais como paredes rochosas, pedras, ossos, folhas de certas plantas, etc. Acompanhando o desenvolvimento da inteligência humana, as representações gráficas foram se tornando cada vez mais complexas, passando desse modo a significar ideias. Este desenvolvimento, ao permitir, também, um crescente domínio dessas circunstâncias através de utensílios por ele criado, levou o homem a desenvolver suportes mais adequados para as representações gráficas. Com esta finalidade, a história registra o uso de tabletes de barro cozido, tecidos de fibras diversas, papiros, pergaminhos e, finalmente, papel.

  • Conheça o nossos Cursos Online e aprenda a criar seus próprios projetos gráficos. Domine o Photoshop, Illustrator e InDesign como um designer gráfico profissional.

 

Arvore = Celulose
Arvore = Celulose

Passo a passo da Fabricação

1 – Tudo começa na plantação de árvores que já são destinadas a este fim. Aqui no Brasil, cerca de 98% da produção do papel tem como matéria prima madeira originada principalmente de pinus e eucaliptos, que após sete anos estão prontos para serem cortados. Após o corte, as toras são descascadas e essa casca (cavacos) é recuperada e usada como combustível para produzir vapor e eletricidade;

2- A madeira possui fibras celulósicas que estão aderidas umas as outras com uma “cola” chamada lignina. Para transformar a madeira em polpa, precisamos separar a lignina das demais fibras. Neste ponto, os pedaços de madeira são levados ao cozimento em um digestor com temperatura de 160º C. O produto resultante deste processo adquire a forma de uma pasta, chamada de polpa de celulose;

3 – Para a fabricação de alguns tipos de papel, a polpa precisa ser branqueada. Nesta etapa, são usados produtos químicos que dissolvem ou eliminam a lignina. Com isso a polpa não só se torna mais branca, como também, diminui a probabilidade de amarelar com o passar do tempo;

Folhas de papel
Folhas de papel

4 – A polpa chega a caixa de entrada do papel com pouco mais de 97% de água em sua composição. A ação filtrante deste máquina, combinada com um sistema de vácuo, extrai a maior parte de água contida da polpa, formando assim, a folha de papel. A folha é prensada em rolos para remover mais água e então atravessa a seção de secagem. No final da máquina, o papel é enrolado em jumbos ou rolos, que são rebobinados e segmentados em rolos menores, seguindo para o acabamento;

5 – O acabamento é o setor responsável pela conversão em folhas cortadas e pela embalagem de todos os produtos finalizados. É aqui onde a bobina é cortada em folhas, formato padrão que já conhecemos.

 

A fabricação do papel e o impacto no meio ambiente

Seja consciente! Recicle!
Seja consciente! Recicle!

Não há como falar em produção de papel e esquecer do meio ambiente, não é mesmo? Até que ponto a produção deste importante material está afetando o meio em que vivemos? A produção de papel  é uma atividade com elevados níveis de consumo de recursos, pois é a quinta atividade industrial em consumo de energia. São usados, em média, dez mil litros de água por tonelada de papel fabricado, sem falar na quantidade de madeira (para produzir 1 tonelada de papel são necessárias 2 a 3 toneladas de madeira). Para contornar a situação, algumas saídas têm sido apontadas, como por exemplo, a utilização de madeira de reflorestamento, para frear a derrubada nas poucas áreas que sobraram de matas nativas. No Brasil, o uso de madeiras de reflorestamento já é uma realidade. A grande preocupação continua sendo o efluente gerado no processo de branqueamento, devido ao alto teor de dioxinas originadas do cloro usado. Devemos ficar de olho para saber onde podemos ajudar a diminuir o impacto disso tudo no meio ambiente, um exemplo disso é a reciclagem do papel e o uso consciente do mesmo. Para vocês terem uma noção, a cada 50 kg de papel usado, transformado em papel novo, evita que uma árvore seja cortada. Numa escala maior, a cada 28 toneladas de papel reciclado, evita – se o corte de 1 hectare de floresta, ou seja, 1 tonelada evita o corte de aproximadamente 30 árvores. Não é incrível?

Então essa é a mensagem que deixo para vocês: Vamos usar o papel de forma consciente, evitem desperdícios. O meio ambiente agradece! Até a próxima pessoal, espero que tenham gostado. Assinem nosso feed e curtam a nossa página no Facebook. Valeu!

Principais fornecedores de papel do Brasil

Gostou das informações? Está querendo achar fornecedores?

Com esta caixa de pesquisa aqui você poderá encontrar os principais fornecedores do Brasil.

Digite o papel procurado e boa sorte na pesquisa.

Custom Search

Se precisa saber um pouco mais sobre papel, tenta estes links:

Papel duplex, triplex, duodesign e outros mais

Fabricação do Papel – Um elemento indispensável

Entendendo de gramatura e tipos de papel

Papel couchê – Saiba o que é!

3 COMMENTS

  1. Queria saber quais são os elementos necessários à fabricação do papel.Se puder responder muito obrigado(A) por ter me ajudado.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here