Loja física X Loja virtual ?

2
4627

Hoje discutiremos outro ponto sugerido por nosso leitor Max. O que vale mais a pena manter uma loja física ou trabalha on line numa loja virtual? Vamos analisar esse caso?

Antes de mais nada, o que é uma gráfica?

Antes de responder essa questão é necessário saber o que é uma gráfica hoje.

Antigamente quando se falava em gráfica logo se pensava numa lojinha, escura e suja normalmente, manchas de tinta, muito papel para tudo que é lado, grande parte delas mal iluminadas, com máquinas sujas de graxa e tinta. Duvida… cata na internet fotos de gráficas, com maquinas mono e vai achar coisas muito parecidas com o que falei aqui.

  • Conheça o nossos Cursos Online e aprenda a criar seus próprios projetos gráficos. Domine o Photoshop, Illustrator e InDesign como um designer gráfico profissional.

Tudo era feito com máquinas internamente e os equipamentos normalmente eram uma offset mono, uma tipográfica, Guilhotina, picotadeira, e outros equipamentos que variavam. E por que isso? O carro chefe dessas empresas eram talões de nota fiscal. Toda empresa tinha que fazer e estava sempre repetindo o serviço.

O tempo mudou! Veio o computador, novas impressoras digitais e o pior, parte das grandes gráficas começaram a migrar seus serviços para a produção de materiais coloridos a baixo custo.

Lembro que a 19 anos atrás quando comecei no ramo, já todo informatizado para a época, se vendia 1000 A4 monocromáticos a R$ 300. Isso dá 4000 panfletos 10×14 cm. Eu vendo hoje 5000 panfletos coloridos a R$ 97. Para ter uma idéia no lucro, saímos de R$ 250 de lucro para R$ 34… imagina o estrago no setor.

E para piorar as novas legislações acabaram com o carro chefe… a nota fiscal!

real ou virtual

Hoje, quando se fala em gráfica fica-se com 2 imagens. A primeira os grandes fabricantes que são totalmente fechados ao público em geral. Não atendem o cliente e são poucos os gráficos que retiram as mercadorias, pois tem a comodidade de receber no seu endereço ou próximo aos seus endereços. A segunda imagem são de bureaus de serviço focados em atendimento de pequenas demandas, usando impressoras laser ou plotters, num ambiente bem mais limpo e iluminado.

Com isso ficamos com três níveis de gráficas.

  • O grande distribuidor gráfico
  • O bureau que atende pequenas tiragens e serve de porta de entrega dos grandes gráficos.
  • O vendedor gráfico ou pequeno escritório de design.

Concorda com isso? É uma generalização, é claro! Existem as combinações intermediárias.

A loja física, vantagens e desvantagens

Vamos analisar primeiro a loja física.

A grande vantagem é poder escolher um bom ponto e pela simples presença naquele ponto consegue-se ter uma clientela passante que vê os produtos e compra. Muitos podem achar que não é bem assim… mas a verdade é que uma vez acostumados com a presença da loja, muitos preferem comprar com algo que podem ver e sentir do que comprar virtualmente e ser enganados. E a quantidade de pessoas com medo é muito grande!

Outra vantagem é que a loja física é sua! É muito raro chegar uma grande obra que esconda a sua loja ou que simplesmente cheguem e fechem a sua porta, por exemplo numa batida da fiscalização e você está todo errado. Na verdade na maioria das vezes o controle está na sua mão.

Mais uma vantagem é o preço. Pode-se cobrar mais caro por atender o cliente mais rápido e por ter a loja física. Os clientes entendem que você mantém a estrutura e que isso tem um custo. A sua concorrência real não é a internet e sim as outras lojas físicas. O cliente pode até chegar com um preço da internet para barganhar, mas saiba que quando faz isso, na verdade está com medo de fechar negócio por lá e vai acabar topando o seu preço por conseguir te ver de verdade.

A maior desvantagens são os custos. Paga-se aluguel, luz, água, condomínio, funcionários (não dá para trabalhar sozinho numa loja), impostos (a fiscalização é maior), contador, estoque (tem que se manter algum estoque para as demandas rápidas), maquinário e outros mais.

A loja virtual, vantagens e desvantagens

A loja virtual são na verdade duas. A loja num endereço web particular, tal como se fosse uma lojinha de rua ou a disputa feroz nos grandes sites de leilões como o Mercado Livre e OLX.

Em principio você está sempre mal localizado.

Para vocês terem uma idéia, enquanto meu blog tem 66 mil acessos mensais, minha loja tem apenas 600 acessos… isso dá 1 venda por mês aproximadamente. Você pode viver com isso?

O segredo de uma loja virtual é o posicionamento nos sites de buscas como o google. Quem está na primeira página tem uma enxurrada de visitas, quem está para trás raramente é visitado. Se você digitar numa janela anônima a palavra gráfica vai encontrar as gráficas mais importantes próximas a você. Se for numa página normal vai pegar também as ultimas que visitou (é o chamado remarketing – insistir nas suas visitas para gerar resultado).

Você tem que ser fera no google e nas ferramentas SEO para se posicionar bem. Por exemplo, enquanto fazia esse texto percebi que minha página está com o meu endereço escondido por trabalhar num condomínio de prédios. Com isso o google não associa a Gráfica Cardquali ao bairro Barra da Tijuca e não mostra nas pesquisas (vou mexer nisso urgente). Caso você tenha uma loja virtual terá que pensar nesses detalhes.

Já nos sites de leilões, a busca por posicionamento é feita dentro do próprio site. Aqui vale pagar pela posição, ter muitos anúncios, responder rápido as perguntas, etc… vai muito de cada site.

Esses sites tem um fluxo de visitas enorme, comparável ao google, sendo que são visitas focadas na compra.

fisica ou online

Aqui eu posso analisar os dois que eu uso. O mercado livre posiciona os anúncios pelo pagamento da exposição, pelo numero de visitas, numero de vendas, velocidade nas respostas e outros detalhes menores. Eles querem aumentar as vendas… não adianta anunciar diamante e nunca responder uma pergunta… não irá gerar vendas. Um anuncio grátis com uma pessoa bem ativa pode estar mais bem posicionado do que o anuncio diamante… porque? Por que gera mais comissões para o mercado livre. É uma trabalho diário (até sábados e domingos) e cada venda concretizada e entregue conta.

No OLX pelo pouco que sei, você fica no topo por poucos dias e depois cai de posição. Se o cliente não fechar na hora raramente irá fechar. É necessário manter um ritmo constante de anúncios novos… deve-se trabalhar por um mês ou mais colocando anúncios novos e depois basta ir recadastrando eles. Eu não faço isso… mas quem sabe não é um caminho para você? Essa constância pode te dar boas chances de venda sem nenhuma comissão a pagar.

Agora vantagens:

  • A loja virtual tem baixíssimo custo e basta uma pessoa para acompanhar ela. Dá para trabalhar em casa sem nem ao menos se registrar (isso está mudando com o aperto do Leão).
  • Não é necessário estoque. Você vendo o que não tem, manda produzir e entrega… os riscos são baixos.
  • Pode-se conciliar a loja física com a virtual, trabalhando ambas ao mesmo tempo.
  • Sua ação passa a ser nacional ou internacional. Já vendi até para o Japão.

Agora as desvantagens:

  • Você não para de trabalhar. Tem que responder pergunta todos os dias senão o cliente fica inseguro. O cliente sempre acha que é uma gráfica 24 horas.
  • Você depende totalmente de posicionamento e ganhar posicionamento é um trabalho de anos com custos que muitas vezes passam do valor de um aluguel caso você terceirize essa função.
  • A sua loja física pode ser derrubada a qualquer momento por hackers (meu blog já foi derrubado 3 vezes… a loja ainda não foi… sites como o da AtualCard são atacados várias vezes por mês e exigem equipe de controle).
  • Nos sites de leilões volta e meia acontece algo e você é punido com retirada total dos anúncios. Já fui punido no ultimo ano cerca de 10 vezes, com uma média de 5 dias de punição sem ter nenhuma culpa… hoje o número de desculpas deles me permite restaurar em menos de 1 dia, mas perde-se vendas nesse período.
  • Podem te punir e ficar com o dinheiro preso (nunca aconteceu comigo, mas conheço casos assim).
  • A luta por posicionamento é diária.
  • As margens de lucro são pequenas, pois você concorre com o grande distribuidor gráfico.
  • Seus prazos são lentos pois depende dos correios e com isso perde-se em tempo para as gráficas locais.
  • Velocidade passa a ser primordial, para compensar os correios… significa estresse!
  • Dá muito mais trabalho cadastrar todos os produtos do que manter uma lista em excel com os produtos (como é feita numa loja física).
  • Os sites de leilão chegam a demorar 24 dias para te pagar e não dá para antecipar como acontece num cartão de crédito (problemas de fluxo de caixa).

Como vocês podem ver, apesar de ser aparentemente mais barato ter uma loja virtual, os riscos são bem grandes. E é necessário estar afinado com as tecnologias da internet.

Dicas para ter uma loja física

Se deseja ter uma loja física pense no seguinte.

Procure ter um baixo custo fixo e escolha bem o ponto. Não tente ser uma gráfica grande sem estar muito bem estruturado… se for para ser naturalmente a clientela vai crescer e sempre poderá migrar para um local maior, nem que seja apenas a sua produção.

Pensando no cliente final, tente ficar a mão dele e tenha serviços que sejam do interesse dele. Fazer cartão, panfleto e outros produtos que pega das grandes gráficas é muito fácil. Pense no que o seu cliente precisa no dia a dia. Se estiver perto de uma escola tenha copiadoras e encadernação. Se for comércio pode ter um plotter. Se estiver próximo a casas de festas e aluguel de roupas, invista em convites… sempre de olho no que o cliente precisa.

Não saia investindo a esmo… só compre o que o cliente precisa e pense a longo prazo. Não é por que um cliente pediu algo que você não tinha que ele vai sumir… diga a ele que o equipamento já foi comprado e que ainda não chegou e corre atrás para adquirir ele (com parcimônia… veja se realmente é o caso de ter esse equipamento ou se é algo esporádico).

Garanto que uma loja bem localizada, atendendo os clientes com o que ele precisa, pode durar anos. Se você tem uma velha gráfica e continua insistindo nos talões… comece a ouvir o que seus clientes procuram hoje e os atenda… não fique parado na reclamação da queda de lucratividade. Se adapte e siga em frente com uma nova estrutura.

A saber… na internet está tendo demanda não atendida por talões e notas para MEI. Você pode estar perdendo oportunidades.

sistema loja virtual

Dicas para loja virtual

Antes de mais nada se nada você precisa montar a sua loja virtual.

Se não sabe nada de informática eu indico a Sistograf (www.sistograf.com.br) . Eu já tive ela e roda redondinho e com baixíssimo custo. A questão de posicionamento será um problema a parte para lutar junto ao google adwords.

Caso queira montar a sua própria loja precisará de uma hospedagem, e poderá usar o wordpress ou magento. Ambas tem ferramentas pagas ou não para envios de arquivos, que é o maior problema. Você precisa ter conhecimento de web e bastante tempo. Não acredita? Dá uma olhada na péssima cara do meu site de vendas por falta de tempo (www.cardquali.com.br) . Funciona mas tá feio!

Lembrando que não basta ter uma loja virtual… posicionamento é tudo e isso se consegue com ajuda do google adwords (pago) e com ferramentas SEO e muito tempo (gratuitos e disponíveis a todos). Ler muito é essencial para ambos.

Caso prefira não ter uma loja própria, pode colocar produtos nos sites de leilões. Atualmente é minha principal ferramenta e vai me ter como concorrente (é bom meter medo na turma). No mercado livre o anuncio acaba sendo pago e leva-se algum tempo para começar a ter vendas e se posicionar bem. Na OLX o posicionamento é imediato, mas por pouco tempo. Existem outros que podem ser tentados. O segredo é estudar bem o site e o posicionamento e comportamento do público ao buscar o item, de modo a fazer que seu produto seja visto… aqui eu não conto o segredo e vai da analise de cada um. Eu sou líder em alguns posicionamentos e perco em outros.

Quer entender o que é posicionamento?

Tecle no google “tipos papel”… eu estou na segunda posição não paga (as de cima são adword) e ela me gera 7 mil visitas mensais no blog (10% das minhas visitas). No mercado livre tecle “panfleto” e voilá… primeiro na lista… isso é posicionamento. Existem palavras que eu apareço em todas as 10 primeiras posições sem gastar quase nada (anuncio prata de R$ 1, com redução no valor da comissão).

Mas lembre-se dos contras, principalmente daquele que o carinha pergunta o seu endereço físico e você, sem nem ao menos responder, é punido, te tirando do site de vendas.

Loja física ou vitual? Qual a melhor?

Agora vem a minha resposta:

Tenha as duas! Uma lojinha física com horário certinho e outra virtual para acompanhar a modernidade!

A loja física irá te dar a liberdade de não depender das manhas das lojas virtuais e das deficiências delas. Vai te garantir o ganha pão e o seu lugar na sociedade. As pessoas saberão que você é um comerciante, estabelecido no endereço tal. Ninguém vai pensar que você é um traficante, mandando aqueles embrulhos pesados pelo correio.

A loja virtual vai facilitar a vida de seus clientes e vai abrir o horizonte para outros locais nacionalmente.

E uma interfere na outra. Ter a loja física ajuda as vendas da loja virtual e vice-versa.

Os sites de leilão podem ser usados como porta de entrada para novos clientes.

Ter todos é melhor do que ter apenas um. Sabe daquele ditado… não colocar todos os ovos numa mesma cesta!

Conclusão!

Achou que eu ia cair para um lado só! Que nada… o real e o virtual estão mais pertos do que nunca.

Não é a toa que lojas como Americanas.com, wallmart.com.br brigam feio com o submarino… a presença física dá segurança aos clientes. E nas lojas pequenas ainda mais, pois o medo de ser enganado é grande.

Para você ter uma idéia, as minhas 756 vendas  com 99% de aprovação (que volta e meia volta para o 100%) fazem uma diferença enorme na escolha no mercado livre. A presença física é pedida diariamente… preciso reforçar que estou na Barra da Tijuca e muitos querem ver pessoalmente o produto. Devo perder várias vendas por isso.

Se já tem uma lojinha, entra no sistograf e contrata a sua loja virtual a baixo custo… é bem rápido e em menos de uma semana já terá ela com alguns produtos e endereço para colocar no seu cartão.

Se não tem nada ainda não espere milagres da loja virtual… começa a estudar posicionamento ou paga para alguém fazer isso (não é barato e eu ainda não fiz).

Espero que tenham gostado e se quiserem outro tema, façam igual ao Max, Basta pedir que eu assim que possível escrevo para vocês.

E não deixem de colocar a sua opinião aqui nas perguntas. Eu respondo sempre… se bem que tem demorado uns 10 dias nessa minha vida louca!!!

Um grande abraço a todos.

 

2 COMMENTS

  1. Olá, Bom dia!!!

    estou acompanhando seu blog e adorando as dicas. Estou iniciando uma pequena gráfica (terceirizando trabalhos), sera que poderia falar mais um pouco sobre os leiloes e como realmente funciona? de possivel deixando links

    Grata

    • Paula,
      Eu nunca abordei o tema leilões aqui no blog.
      Mas é possivel arrematar equipamentos de graficas que perderam equipamentos por dividas.
      O mais comum é encontrar impressoras laser de escritórios.
      Mas comprar em leilão não é tão simples. É dificil avaliar a condição real do equipamento pois os testes são dificeis de serem feitos.
      Você pode comprar um equipamento plenamente funcionando ou pode pegar um equipamento totalmente quebrado.
      A casa de leilão não garante a integridade do equipamento.
      Por isso os lances são tão baixos.
      Abraços,

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here