Um passeio pela Indústria Gráfica!

3
4593

Desde a invenção do papel à atualidade, a tecnologia de impressão evoluiu muito, marcando e fazendo história. O setor que já mostra grandes números, independentemente da crise, só tem a crescer. Em 2008, segundo os dados do CAGED – Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), a indústria gráfica brasileira gerou cerca de nove mil novos empregos no período de janeiro a setembro. Em termos percentuais, o crescimento do emprego no setor foi de 4,5%, de janeiro a agosto de 2008, quando comparados ao mesmo período de 2007. Comparando-se o período dos últimos 12 meses, com os meses anteriores, o crescimento do emprego verificado foi de 3,8%.

204 anos de conquistas

 O segmento gráfico só chegou ao Brasil em 1808, com a vinda da corte portuguesa. Desde então a história de um setor que sempre influenciou os rumos da economia brasileira, do ponto de vista das empresas, mas também por parte dos trabalhadores, foi se fazendo com passar dos anos.

Ouro em Organização

ABIGRAF
ABIGRAF

Em 1965 foi fundada a primeira Associação Brasileira da Indústria Gráfica – Abigraf – nacional, organização que trabalha pelo desenvolvimento do setor no País. Com o passar do tempo, cada estado foi se organizando e criando uma Abigraf local. “A indústria gráfica, nesses 204 anos de atividade no Brasil, sempre esteve comprometida com a difusão do conhecimento, da liberdade e da livre iniciativa.

  • Conheça o nossos Cursos Online e aprenda a criar seus próprios projetos gráficos. Domine o Photoshop, Illustrator e InDesign como um designer gráfico profissional.

Conforme dados da RAIS (Relação Anual de Informações Sociais), o setor gráfico é formado por 20.295 empresas gráficas, formalmente constituídas, proporcionando quase 277 mil empregos diretos, ou 315 mil, quando considerado o total de pessoal ocupado (diretos e indiretos).

O setor gráfico nacional cresce em disparada no mercado nacional e internacional, arrematando prêmios de extrema importância. Em 2005 dez trabalhos brasileiros foram vencedores na edição do Premier Print Awards, realizado pela Printing Industries of America (PIA), dos Estados Unidos. Como um setor de muita organização, grandes números e prêmios, a indústria gráfica hoje desconhece a crise e continua a crescer. De acordo com número e análises fornecidos pela Abigraf Nacional, de janeiro a setembro de 2008, o setor apresentou crescimento acumulado de 2,8%. Os resultados do terceiro trimestre de 2008 apontam melhora no desempenho geral da indústria gráfica, com crescimento de 5,6% em relação ao mesmo trimestre de 2007.

O faturamento da indústria gráfica atingiu R$ 23,1 bilhões em 2008, o que significa um crescimento nominal de 3,9% sobre 2007. Nos últimos dois anos, o crescimento acumulado foi de 9,6% (sem descontar a inflação), registrando uma taxa média anual de 4,7% para o período. A Região Sudeste, onde se encontram 58% das gráficas em atividade no país, contribuiu com 63% desse total. Outros 20% foram obtidos pelas gráficas da Região Sul, ficando os restantes 17% distribuídos pelas demais regiões do país.

 

Dados por Região

 

Dados por região
Dados por região

Região Norte – Nos estados do Pará, Amazonas e Rondônia estão localizadas 74% das 606 empresas da Região.

Região Nordeste – Nos estados da Bahia, Ceará e Pernambuco estão localizadas 63% das empresas, 67% das mão de obra empregada e 67% do faturamento no setor obtido na região.

Região Centro-Oeste – Estão localizadas 7,4% das empresas gráficas, sendo que Goiás e Distrito Federal, juntos, têm 65% delas.

Região Sul – São 4.722 empresas gráficas, gerando 62.638 empregos e 4,7 bilhões do faturamento em 2008.

Região Sudeste – Se concentram 54% das empresas, 60% da mão de obra e 62% do faturamento da indústria gráfica brasileira, sob liderança do estado de São Paulo.

Se quiserem saber mais sobre o incrível mundo da indústria gráfica e seus dados econômicos, é só conferir o site da ABIGRAF .

E você? O que acha destes números?

Em qual região você está? Se identificou com as estatísticas? Seu crescimento está abaixo destes números?

Talvez seja a hora de você se reinventar. Está com medo de mudança? Leia este post. Não sabe como reconstruir seu negócio gráfico, temos este outro post. Acha que não se aplica a sua região? Que tal conhecer o trabalho de alguém bem longe. Visite o site de nosso amigo Liute.

Espero que tenham gostado. Participe deixando seu comentário.

Não esqueçam de assinar nosso feed de notícias e mandem sugestões de temas que você gostaria de ver aqui no blog, o próximo escolhido pode ser o seu.

Até a próxima!

 Gabriele Santana

 

 

3 COMMENTS

  1. Oi Mirko!

    Concordo com você! Hoje com os avanços da tecnologia, esse setor só tende a crescer muito também. Obrigada pelo comentário e pela dica, vamos adequando nas próximas postagens. Obrigada!

  2. Saudações Gabriele!

    Vejo que os resultados tem sido muito positivos, e o crescimento tem aumentado bastante, já mostrar o quanto essa profissão irá crescer mais. Comparado com anos atrás, onde acredito que a tecnologia não era avançada, teve um enorme crescimento, hoje isso deve dobrar todo processo de crescimento. Bom, isso no meu ponto de vista em relação a novas máquinas e técnicas, Estou certo ou me equivoquei?

    Agora vem uma pequena dica para o Cardquali, trata-se dos links de referência para outros sites, é bom sempre você usar o rel nofolow, pois isso evita que a relevância da página seja atribuída ao site referenciado. Abraços para ambos!

    • Dica anotada… quando eu tiver um tempinho reviso os links, que por sinal nem tenho tido tempo de colocar.
      Mêsinho puxado este abril!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here