Preparando o terreno para empreender (parte final)

0
3071

Ontem falamos sobre as pedras que os iniciantes e os pequenos empresários tem que tirar do caminho para que possam iniciar seus plano de crescimento. Hoje daremos continuidade, ensinando a preparar a terra, plantar e cuidar da germinação de seu negócio!

Preparando a terra

Com as pedras retiradas do caminho, cabe a nós agora pegar no arado e prepararmos a terra.

Aqui podemos pedir ajuda aos animais (máquinas) ou amigos (rede de contatos).

  • Conheça o nossos Cursos Online e aprenda a criar seus próprios projetos gráficos. Domine o Photoshop, Illustrator e InDesign como um designer gráfico profissional.

Sabemos que queremos plantar. Mas o que vamos plantar?

Não adianta plantarmos algo que ninguém quer ou que todos em volta estão plantando! Como iremos vender nossos produtos se todos o têm?

E por que não usar nossa rede de contatos, quer sejam clientes, fornecedores, amigos, para perguntar o que eles desejam e o que eles tem a oferecer?

Estamos preparando a terra… vamos dedicar tempo as nossas pesquisas.

Contate os amigos e vejam se eles precisam de algum produto específico. Veja quanto eles estão pagando pelos produtos que já estão comprando. Veja se não há algo que todos queiram e há pouca ou nenhuma oferta no mercado.

Vá também aos clientes! No caso de gráficas, existem muitas que vinham trabalhando com talões de notas fiscais. Com o fim das notas fiscais, estas empresas ficaram em maus lençóis!

Mas, seus clientes só compravam notas fiscais? Elas não precisam de bolsas, embalagens, prospectos, panfletos, cartões. Muitos deles pagam muito caro por terem que trazer de longe estes produtos!

Será que com a web só aconteceram coisas ruins para os gráficos?

Será que o gráfico só entende de papel? E a comunicação visual? E a comunicação com os clientes? Será que você não está apto a desenvolver novos produtos para atender este novo mercado?

As pequenas tiragens estão aí! A comunicação individual com cada cliente também!

Seu cliente sabe fazer este tipo de comunicação? Ou você pode oferecer este novo produto ao seu cliente?

semear para o futuro

Equipamentos para preparar o terreno

Não se iluda! Para atender um novo mercado, será necessário novos equipamentos!

A tendência de mercado é atender duas vertentes: Embalagens para consumo e personalização de impressos.

As pesquisas de mercado ainda indicam crescimento do mercado gráfico.

Mas como, se meu negócio vem caindo?

Acontece que o mercado está crescendo muito em apenas alguns nichos!

O consumo das famílias está cada vez maior. Pequenas empresas nascem a cada dia. Sabe qual o principal entrave para elas aumentarem as suas produções? Embalagens. Quem trabalha com embalagem está com sua produção no limite.

E a pulverização das empresas produtoras, se instalando por todo o país, estão trazendo uma dificuldade para os grandes líderes no setor de embalagens, que se concentram em São Paulo.

Estas grandes gráficas não conseguem produzir o suficiente para atender a demanda. E a entrega fora dos arredores de São Paulo, está se tornando um empecilho. Mas como gerenciar novas unidades fora sem ter mão de obra o suficiente?

Oportunidade para as pequenas gráficas! Atender suas demandas locais nas pequenas empresas nascentes.

Mas tem um ranço a acabar.

No ramo de embalagens, o custo por embalagem precisa ser muito baixo. Ganha-se no volume. E para isto é necessário se preparar com equipamentos que deem produção

Se começar pelas pequenas empresas, terá tempo de se adequar.

A oportunidade está aí para todo o país! Mas tem que correr.

No ramo de personalização está ocorrendo o mesmo.

Hoje as pessoas querem publicações em pequena tiragem, para públicos específicos.

Muitos leem no próprio computador, mas uma grande quantidade de pessoas ainda preferem em papel.

Uma tendência atual são livrarias sem livros.

A pessoa escolhe o livro pelo catálogo digital e até lê um ou outro capítulo. Se gostar pede a produção do livro.

Você sabia que há mercado para isto? Você imprime o livro e passa o lucro do autor para ele. E fica com o lucro da produção.

Existem diversas soluções em termos de equipamentos para suprir esta demanda.

Caminhar nesta direção pode ser um grande negócio.

Plantando as sementes

Já tiramos as pedras do caminho, e aramos a terra.

Com isso acabamos com os empecilhos para iniciar o negócio e definimos que linha seguir.

A escolha da semente adequada é exatamente a escolha do nicho que vamos atuar.

Vamos cavar o buraco, comprando os equipamentos certos e plantando as sementes, fazendo a divulgação destes novos produtos!

Lembre-se que você fez uma pesquisa de mercado. Já sabe quem são seus prováveis clientes.

É hora de produzir amostras do material e apresentar aos amigos e clientes.

Com certeza, logo de início deve aparecer alguns interessados. Afinal, você não deu um tiro no escuro!  Foi feita uma pesquisa.

Regando suas sementes

No inicio podem ser poucos pedidos! Lembre-se que muitas vezes estes mercados já vinham sendo supridos, mesmo que por produtos caros. É necessário aguardar o termino dos produtos de seus clientes para que eles venham a fazer pedidos com você!

Trabalhe bem enxuto neste momento. E não deixe de regar a plantação! Esta água é que vai garantir o nascimento das sementes.

Proteja as sementes dos pássaros! Entenda os pássaros como a concorrência! Esteja sempre perto das sementes, ou seja, seu produto e seus clientes. Não dê brecha a concorrência!

Visitas constantes aos clientes vão garantir a sua preferência.

Aqui valem até brindes, amostras. Deixe seu cliente conhecer as vantagens de seus produtos!

colhendo os frutos do planejamento

Garantindo parte da colheita

Que tal aqui garantir parte da colheita, de modo a garantir os custos de produção?

Já dei essa ideia anteriormente, mas vale repetir.

Pegue seus custos, custos de aquisição de equipamentos e custos de material a ser gasto na produção.

Escolha alguns clientes com grande potencial de compra.

Dê a eles um preço tal, que garanta o pagamento destes seus custos, mesmo sem lucro.

Deixe claro com eles a vantagem que está sendo oferecida.

Assim, você garante que parte da colheita tenha destino certo e que suas contas sejam pagas sempre ao fim do mês.

Você pode escolher a dedo esses clientes. Pode dar esta opção a grandes amigos por exemplo.

Talvez seja hora de dar uma vantagem aqueles que te ajudaram muito na hora das pesquisas. Te deram grandes dicas e te indicaram para muitas pessoas. Por que não agraciá-los com uma vantagem competitiva.

Aguardando a colheita

Está aguando direitinho suas mudas?

Logo elas florescerão!

Mesmo que a colheita demore, lembre-se que os financiamentos dos equipamentos um dia irão terminar. Que as dívidas que você controlou, um dia vão acabar.

E quando acabarem vai começar a sobrar dinheiro.

Só isto já é uma boa colheita!

Faça as contas!

Além disso, com seu negócio focado num crescimento futuro, novos frutos vão surgir. Novos terrenos poderão ser semeados com outras culturas.

O segredo não é arrancar o que a terra dá sem esforço. Os portugueses vieram para cá e arrancaram todo o pau-brasil que tinha aqui, até levar os mesmos a extinção.

O segredo é tornar a terra produtiva, sem esgotar a mesma. É cultivar, continuamente, uma, duas, três ou mais plantações.

Não cabe a mim escolher que planta semear. Cada mercado exigirá uma semente diferente.

A mim cabe apenas mostra um dos possíveis caminhos e os métodos a seguir.

Colocando o plano em ação

Não adianta ficar só no planejamento.

Temos que colocar em prática.

Se não fizermos nada, acabaremos sem chances de reagir.

Leia este artigo quantas vezes achar necessário. Coloque o seu planejamento básico no papel. Mas não fique apenas nisto!

É melhor executar um plano inacabado do que ficar a vida toda planejando.

O plano vai ter que sofrer ajustes ao longo do processo.

Inicie ele da melhor forma possível e vá ajustando o mesmo ao longo do caminho.

Espero que tenha gostado deste empurrão!

Aproveite ele para tocar seus planos para frente.

Um grande abraço a todos!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here